Você pratica Yoga?

Dia desses, lendo um jornalzinho destes de bairro encontrei um texto muito interessante , que serve para reflexão. A autoria é de Ciro Castro, professor de Yoga em Florianópolis.

“Observando o universo do Yoga atual com olhos de pesquisador científico conseguimos separar algumas características que saltam aos olhos de imediato. Não vamos aqui entediar o leitor com uma descrição detalhada das várias facetas deste universo e também dos indivíduos que o compõe.

Porém, algo realmente chama a atenção quando nos jogamos nesta empreitada. É sabido que o ser humano tem o hábito de se unir a semelhantes, de procurar aqueles que possuem maneirismos, gestos, vestuários que de alguma forma se encaixam com espectativas conscientes, ou talvez não, que nutrimos socialmente. Isso acontece no Yoga também, oras! Nada mais natural, ou neste universo não temos pessoas se sociabilizando?

Pare a fita! Neste instante que a vaca começa a ir para o brejo. Eu também gostaria de ter aquele tapetinho antiderrapante bacana, ou quem sabe a nova bermuda que ajuda na elasticidade e liberdade dos movimentos devido ao seu tecido sintético de última geração. Utensílios, apetrechos, coisinhas para optimizar sua prática de yoga. É sempre bom estar munido de auxiliares para dar mais conforto, resultados ou o que seja de bom para a prática. Da mesmo maneira que um ciclista ou um surfista procura estar sempre com o que há de mais moderno para seu esporte.

O problema básico é que deveríamos ir ao centro de yoga ou mesmo aos cursos intensivos para vivenciar o yoga e seus ensinamentos. O que o crescimento da divulgação da prática traz é salutar por um lado, porém nocivo por outro. Mais pessoas praticando, centros de yoga com bastante movimento, publicações mensais sobre o tema, cursos e mais cursos acontecendo Brasil afora. Como é bom ver mais e mais pessoas se interessando pelo tema. Contudo toda festa sempre tem o chato, e o da vez é o gradativo desinteresse pelo o conteúdo, pelos verdadeiros ensinamentos milenares. Pelo o Yoga em si!

Sim, é muito bom passar um mês com novos amigos num curso intensivo, rever pessoas queridas, respirar aliviado longe da rotina estressante do dia-a-dia. Mas isso não é e nem deveria ser o foco principal. Nem na formação e muito menos nas aulas cotidianas que freqüentamos semanalmente pertinho de nossas casas. O yoga, como sabemos, é uma ferramenta para o auto conhecimento, para a auto transformação. Conhecer-se, transformar-se consiste em observar nossos padrões e coloca-los a prova, constantemente. Conhecer-se pode ser bastante dolorido e desafiador. Ouvir e aprender sobre conceitos nobres como amanitvam , a ausência de vaidade citada na Gita, e prontamente enunciar comentários como ‘isso não é para mim’ ou ‘isso só nascendo de novo’, nunca fará o praticante vivenciar o desejado auto conhecimento citado.
É preciso que além do tapete bacana, do asana super difícil, do pranayama exigente exista uma atitude interna de observação e além disso, a capacidade de admitir nossas características e ser sincero em encarar os fatos, o que precisa ser pontuado com mais precisão, o que temos que começar mudar. Aprender novos conceitos e coloca-los em prática! Em casa, na rua, com amigos e familiares, com amores, com pessoas que convivemos banalmente.

Continuemos a desenvolver o lado prático, o bussiness relacionado ao yoga, mas se vamos vender algo, se vamos levar algo as pessoas, que seja o yoga. Sempre! A cada concessão feita por motivos pouco elevados perde-se também a essência da prática. Sem radicalismos, mas com os pés no chão. Se for para colocar a prática como mero esporte, ou como um caminho para o bem estar, teremos benefícios mas nunca o auto conhecimento.”

Espero que tenham gostado.

Fiquem na paz!

Gui Silva

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s